Antônio Miranda Fernandes

ao andar pela vida passamos...
por veredas de muitas portas
escancaradas como convites
nos limiares de nós mesmos

ao parar nas sendas vemos...
os castelos de muitas janelas
descerradas para os paraísos
existentes após as muralhas

se olhos mirarmos com afeto...
leremos a sutileza de poemas
como buquê de nossas falas
e abriremos janelas de canto

se lábios beijarmos com amor...
portas serão abertas por magia...
beijos que abrirão outras portas...
e abrirão também outras janelas...
Alinhar ao centro
e outras portas e outras janelas...
terá, no final do presente, valido
termos passado...por todas elas...

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

obrigado por visitar o blog

Seguidores

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO