Luiz Goulart

Sacode o pó do mundo
E espera o banho das estrelas,
Todas as coisas são areia
Que o vento leva.
Só resta o amor que semeia
Plantas de sol, no infinito.


Escreve sua história
E esquece a ruína das estátuas.
De velho, só o céu
Que se renova a cada instante,
Sendo mais antigo que os reis
E os donos do mundo.



Toma tua bolsa e tua capa
E sai pelas estradas.
Em algum lugar teus passos chegarão...
Não equeças de abrir a túnica
E soltar pássaros brancos
Sobre o sangue das guerras.


o Livro Canção do Vagabundo de Luiz Goulart.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

obrigado por visitar o blog

Seguidores

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO