Cairo Trindade

Último Poema


Esta noite eu tomaria todas as drogas do mundo
beberia todos os oceanos
e transaria homens e mulheres
até morrer,dilacerado de dor

Esta noite eu faria qualquer coisa
por mais louca e absurda que fosse
pra não sentir este vazio broxante
e esta puta angústia,velha e avassaladora

Eu me converteria e cometeria todos os vícios
sobretudo os que aprendi no hospício
e mergulharia fundo na depravação
igual a que praticávamos na prisão.

Depois,poderia morrer,sem pressa nem tristeza
porque experimentei o inferno e o paraíso
e me redimo em ter feito com o corpo
os mais belos poemas que não ousei compor.

Por fim,me entregaria a deus e ao diabo
perplexo como o menino que fez arte
e jamais conseguiu ser um artista
ou o artista que esqueceu de ser menino

e de repente descobriu que é tarde

2 Comentários:

Cairo Trindade disse...

Agradeço a postagem de meu poema!
Parabéns pelo blog!

Dina t. Santos disse...

obrigado você, amei seu poema, adoro poesia por isso posto aqui todos os poemas que amo,parabéns pelo lindo poema

Postar um comentário

obrigado por visitar o blog

Seguidores

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO